Liberdade de mim mesmo

User avatar
Canfora
Posts: 3759
Joined: Wed May 22, 2013 2:58 pm

Re: Liberdade de mim mesmo

Postby Canfora » Fri Dec 07, 2018 3:23 pm

Desculpa não ter respondido antes. Obrigada por teres partilhado a tua experiência. Ao ler o que escreveste fiquei com a ideia de que viste que o eu separado não existe.

Dirias que isso aconteceu? Sabes com 100% de certeza que um eu real, independente, permanente, sólido, não existe?

Atualmente, se quiseres verificar se isto é verdade, o que é que fazes?

Fiquei também com a impressão que ainda és capaz de sentir que falta algo, ou que te falta realizar algo. Dirias que sim? Se sim, o que é que parece faltar? O que é que pensavas que seria diferente?

Abraço,
S

User avatar
DhyanR
Posts: 35
Joined: Sun Apr 08, 2018 1:43 pm

Re: Liberdade de mim mesmo

Postby DhyanR » Sat Dec 08, 2018 9:40 am

Olá Sandra e obrogado pela resposta.
Dirias que isso aconteceu? Sabes com 100% de certeza que um eu real, independente, permanente, sólido, não existe?
Aí é que está. Por um lado me parece absurda toda essa história de um "eu" independente e sólido. Posso afirmar que esta compreensão está além da intelectualização. Por outro lado, ainda vivo desta forma, bastante influenciado pelas histórias, agindo como se fosse um eu sólido. Por isso eu escrevi no post anterior que não possuia a certeza que achava ter sentido nas afirmaçòes de vários guias nos forums. Mesmo assim, algo muito profundo ocorreu porque fundamentalmente não sou mais o mesmo. Mas não tenho essa certeza. Sinto que falta profundidade em meu discurso, no sentido de ainda ser muito influenciado pelos padrões mentais. Por exemplo, preciso me comunicar em meu trabalho, passando para outros mensagens por meio de minha experiência de vida. Tenho muito a dizer, mas quando estou nos grupos ainda me sinto um pouco retraído, inseguro. Em geral, Sinto como se estivesse em um limbo, na metade do caminho. Você já observou algum caso assim em suas conversas?
Atualmente, se quiseres verificar se isto é verdade, o que é que fazes?
Para verificar se isso é verdade, olho para o eu. Vejo os pensamentos, as crenças, o inexplicável por trás das palavras, vejo como isso tudo é incompreensîvel, vejo como sou prisioneiro dos pensamentos, como o mundo é construido pelos pensamentos e em retrospectiva, como os pensamentos me fazem crer que aquilo a que se referem tem continuidade, como causa e efeito são parte desta criação...
Fiquei também com a impressão que ainda és capaz de sentir que falta algo, ou que te falta realizar algo. Dirias que sim? Se sim, o que é que parece faltar? O que é que pensavas que seria diferente?
Sim. Principalmente essa certeza que vejo em algumas pessoas aqui. Está na forma com que falam, naquilo que dizem, especialmente nesta certeza 100% de que não há e nem nunca houve um eu separado. Vejo também que outras pessoas aqui são "etiquetadas", seus nomes mudam de cor, de verde para azul, mas não saem com essa certeza. Algumas inclusive voltam mais tarde dizendo que não estão certas de terem cruzado o portão e querem tentar novamente. Isto me deixa confuso.

Mais uma vez obrigado pela paciência e disposição para o chat.

R

User avatar
Canfora
Posts: 3759
Joined: Wed May 22, 2013 2:58 pm

Re: Liberdade de mim mesmo

Postby Canfora » Sun Dec 09, 2018 7:34 pm

Viva R,

Conheces alguém que não haja como um eu? Agir como um eu não equivale a ser um ser humano, da mesma forma que agir como um gato equivale a ser um gato ou agir como uma abelha equivale a ser uma abelha?

Parece-me que acreditas que ter a certeza de que o eu separado não existe faz com que de alguma forma te distancies da humanidade? De um lado os que veem, do outro lado os que não veem. Uns a comportarem-se e a portarem-se como iluminados e os outros a serem... o que os seres humanos são? Qual seria o interesse de perder características que nos são intrínsecas?

Se é verdade que o eu não existe isto tem que ser verdade em relação a todos, independentemente das características individuais de cada um. Pensas que os que veem que o eu separado não existe deixam de ter características humanas?

Há uma pessoa que fala na net sobre não dualidade e que usa a história do leão que pensava que era uma ovelha para explicar que, apesar de o leão pensar que é aquilo que não é, lhe basta ver aquilo que é para saber que afinal é um leão e não uma ovelha. Mas o leão ao ver o que é continua a ser um leão. O que fica de lado é a sua crença de que era algo diferente. As características do leão estiveram sempre presentes. Quando vemos que não somos um eu separado continuamos a ser o que somos. O que pode mudar é a nossa perpectiva.
Por exemplo, preciso me comunicar em meu trabalho, passando para outros mensagens por meio de minha experiência de vida. Tenho muito a dizer, mas quando estou nos grupos ainda me sinto um pouco retraído, inseguro. Em geral, Sinto como se estivesse em um limbo, na metade do caminho. Você já observou algum caso assim em suas conversas?
Acontece-me de vez em quando. Achas que este tipo de coisas não devia acontecer?

Abraço,
S

User avatar
DhyanR
Posts: 35
Joined: Sun Apr 08, 2018 1:43 pm

Re: Liberdade de mim mesmo

Postby DhyanR » Mon Dec 10, 2018 9:19 am

Oi Sandra,
Conheces alguém que não haja como um eu? Agir como um eu não equivale a ser um ser humano, da mesma forma que agir como um gato equivale a ser um gato ou agir como uma abelha equivale a ser uma abelha?
O que vc diz faz perfeito sentido, mas acho que me refiro a algo diferente. Não como uma ausência de um eu (apesar de algumas pessoas passarem essa impressão no meio espiritual), porque isso faz parte da construção do ser humano, porém mais como uma engrenagem desajustada no sistema, um vício perpetuado por crenças e desatenção que absorve atenção e valoriza demais os pensamentos.
Parece-me que acreditas que ter a certeza de que o eu separado não existe faz com que de alguma forma te distancies da humanidade?
Não é bem assim. É mais como o retorno a um funcionamento sadio do organismo.
Qual seria o interesse de perder características que nos são intrínsecas?
Sim. Entendo que as características intrínsecas permanecem justamente porque são intrínsecas. Me refiro às consequências de ver a ilusão. Os pensamentos vêm e vão como antes, mas o nível de consciência, o maior desapego e especialmente o desmascaramento das crenças de alguma forma torna tudo diferente. Tudo permanece o mesmo, mas tudo mudou.
Pensas que os que veem que o eu separado não existe deixam de ter características humanas?
Não, o pensamento não é esse. O pensamento é mais no sentido de que os que veem que o eu separado não existe têm um funcionamento mental sadio, onde o pensamento só surge quando necessário, incluindo o pensamento que chamamos "eu", enquanto que os que não veem vivem imersos nesta ilusão desajustada, como uma doença mental, onde essa função "eu" adquire vida própria e drena energia de atenção excessivamente (via expectativas, arrependimentos, julgamentos, etc.)
O que pode mudar é a nossa perpectiva.
Sim. A perspectiva é outra.
Achas que este tipo de coisas não devia acontecer?
Sim. O pensamento é que isso se refere a crenças e padrões mentais, a inseguranças, por exemplo, que só existem porque são alimentadas por "alguém que se sente inseguro". Quando, há alguns meses, estava em um período de "lua de mel", essas inseguranças vinham e iam embora sem maior resistência, porque eram imediatamente vistas pelo que eram: pensamentos, sensações, etc. Por muitas vezes foram vistas se manifestando nas situações em que apareceriam corriqueiramente, mas sem a crença de que são minhas, de que sou eu o inseguro, passavam sem maiores efeitos. Lembro-me que na época estava fazendo um curso que exigia que eu me expressasse diante de um grupo com regularidade, e o fiz com muita facilidade e naturalidade, algo que me surpreendeu bastante de forma positiva. Até ficava me testando (e me beliscando) para ver até onde ia esse desapego. Até certo ponto continua assim, mas com menor intensidade. E sem essa certeza de que o "eu" é uma ilusão. Não sei se estou me fazendo entender aqui. Se vc quiser eu busco alguns exemplos anônimos de pessoas que manifestam essa certeza. Para dizer a verdade, acho que é a única coisa que me incomoda.

Obrigado!

R

User avatar
Canfora
Posts: 3759
Joined: Wed May 22, 2013 2:58 pm

Re: Liberdade de mim mesmo

Postby Canfora » Tue Dec 11, 2018 4:32 pm

Viva R,

Obrigada pelo teu post.

Segundo percebi, pensas que ver que o eu é uma ilusão devia ter como consequência o desapego? Não percebo porquê. Consegues explicar-me porque é que achas que isto devia acontecer?
E sem essa certeza de que o "eu" é uma ilusão.
O que é que causa esta incerteza? Consegues perceber o que é?

Abraço,
S

User avatar
DhyanR
Posts: 35
Joined: Sun Apr 08, 2018 1:43 pm

Re: Liberdade de mim mesmo

Postby DhyanR » Wed Dec 12, 2018 9:01 am

Olá Sandra,

Relendo o que escrevi acima, entendo que apesar de tudo o que eu disse poder muito bem ser verdade, o inegável mesmo é o fato de que é uma história, pensamentos aqui e agora. O mesmo ocorre com essa suposta incerteza de que o eu é uma ilusão. Pode ser ilusão, pode não ser ilusão...não sei. O que sei mesmo é que isto é uma história, um pensamento ocorrendo agora. E creio que é assim com tudo. Não sei de mais nada, a não ser a experiência direta. E mesmo assim só "sei" porque a explicação surge em forma de pensamento/imagem em retrospectiva...

User avatar
DhyanR
Posts: 35
Joined: Sun Apr 08, 2018 1:43 pm

Re: Liberdade de mim mesmo

Postby DhyanR » Wed Dec 12, 2018 9:35 am

Olá Sandra,

Relendo o que escrevi acima, entendo que apesar de tudo o que eu disse poder muito bem ser verdade, o inegável mesmo é o fato de que é uma história, pensamentos aqui e agora. O mesmo ocorre com essa suposta incerteza de que o eu é uma ilusão. Pode ser ilusão, pode não ser ilusão...não sei. O que sei mesmo é que isto é uma história, um pensamento ocorrendo agora. E creio que é assim com tudo. Não sei de mais nada, a não ser a experiência direta. E mesmo assim só "sei" porque a explicação surge em forma de pensamento/imagem em retrospectiva...
Lendo alguns artigos por aqui, me veio à mente: essa expectativa de mudanças, resultados, consequências após ter visto que o eu é uma ilusão não é um sinal de que a ilusão não foi vista? Um sinal de que há uma crença em um eu tentando chegar a algum lugar? Ou será que estou confundindo a mim mesmo, "going around in circles"?

User avatar
Canfora
Posts: 3759
Joined: Wed May 22, 2013 2:58 pm

Re: Liberdade de mim mesmo

Postby Canfora » Wed Dec 12, 2018 4:36 pm

Lendo alguns artigos por aqui, me veio à mente: essa expectativa de mudanças, resultados, consequências após ter visto que o eu é uma ilusão não é um sinal de que a ilusão não foi vista? Um sinal de que há uma crença em um eu tentando chegar a algum lugar? Ou será que estou confundindo a mim mesmo, "going around in circles"?
As expetativas costumam ser uma das razões principais para as pessoas não verem que o eu separado é uma ilusão. O medo também.
Relendo o que escrevi acima, entendo que apesar de tudo o que eu disse poder muito bem ser verdade, o inegável mesmo é o fato de que é uma história, pensamentos aqui e agora. O mesmo ocorre com essa suposta incerteza de que o eu é uma ilusão. Pode ser ilusão, pode não ser ilusão...não sei. O que sei mesmo é que isto é uma história, um pensamento ocorrendo agora. E creio que é assim com tudo. Não sei de mais nada, a não ser a experiência direta. E mesmo assim só "sei" porque a explicação surge em forma de pensamento/imagem em retrospectiva...
Isto de "Pode ser ilusão, pode não ser ilusão...não sei." é engraçado. Seguindo esse tipo de raciocínio, dirias que podem existir unicórnios?

User avatar
DhyanR
Posts: 35
Joined: Sun Apr 08, 2018 1:43 pm

Re: Liberdade de mim mesmo

Postby DhyanR » Thu Dec 13, 2018 8:31 am

Olá Sandra,
As expetativas costumam ser uma das razões principais para as pessoas não verem que o eu separado é uma ilusão. O medo também.
Okay. Após ter lido o que escrevi nos últimos dias, será então que vc não teria um pouco mais a dizer sobre o meu caso? Algo que me ajudasse e esclarecer essa situação? Ou algo que pudesse me ajudar a seguir adiante (exercícios, observações, leituras, etc.)? Ou mesmo alguém para me auxiliar neste seguimento de minha exploração caso vc esteja sem tempo ou não tenha interesse em continuar no chat? Pode ser também em inglês...
Isto de "Pode ser ilusão, pode não ser ilusão...não sei." é engraçado. Seguindo esse tipo de raciocínio, dirias que podem existir unicórnios?
Meu intuito em escrever isto não foi o de expor meu raciocínio, mas sim mostrar que o conteúdo da história não interessa. O que interessa é o fato de que é uma história e é vista como tal.

Obrigado! R

User avatar
Canfora
Posts: 3759
Joined: Wed May 22, 2013 2:58 pm

Re: Liberdade de mim mesmo

Postby Canfora » Thu Dec 13, 2018 4:31 pm

Se pretendes continuar com outro guia podes começar uma conversa no forúm em EN, através deste endereço:

posting.php?mode=post&f=4

Basta pedires um guia e, se quiseres, explicar o que se passa contigo. É possível que levem alguns dias a responder, porque a procura de guias é maior do que a oferta.

Bjs


Return to “Português”

Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 2 guests