Alguém para me guiar nesta busca?

User avatar
Viajante
Posts: 52
Joined: Sun Oct 23, 2016 1:30 pm

Re: Alguém para me guiar nesta busca?

Postby Viajante » Tue Oct 09, 2018 2:12 am

Olá Sandra,
Talvez devesses procurar por uma experiência que mostre que o eu existe? :)
Tenho feito isso durante as meditações e mesmo durante o dia-a-dia, mas de fato é impossível encontrar esse eu que aparentemente provocaria os pensamentos e ações, e perceberia a experiência.

Mas por mais que eu perceba isso, a perspectiva não muda. Também percebo como a mente sequer consegue imaginar uma experiência sem um eu a tendo. Talvez por causa da forma como a mente está acostumada a pensar em sujeito e objeto.

Mas se não é possível perceber esse eu tendo a experiência, e uma experiência sem um eu a tendo parece algo inimaginável pela mente, o que fazer? Reconhecer que o eu não existe? (Quem reconheceria que o eu não existe?)

Fico sem saber o que fazer.
Bom, sim, é provável que este tipo de vontade alimente a ilusão.

Passas muito tempo focado em ti próprio? Ou também tens interesses que te levem a pensar e fazer coisas que te agradem e distraiam?

Se tens a tendência para te criticares de forma negativa, já procuraste formas mais saudáveis de pensar, para te aceitares melhor como és? Com algum esforço é possível combater certas tendências que por vezes temos e não nos fazem bem nenhum.
Sim, de fato preciso relaxar um pouco mais. Mas acho que o que mais me incomoda é não saber o que pensar, essa confusão que geralmente se instala quando volto a focar nessa investigação. Os objetivos e "verdades" que geralmente eu carrego perdem muito o sentido durante esse período, e sinto como se estivesse me sabotando.

Provável que eu não seja o único a me sentir assim nesse caminho :)

Obrigado pelas orientações.

Sds,
Nelson
Cordialmente,
Viajante

User avatar
Canfora
Posts: 3759
Joined: Wed May 22, 2013 2:58 pm

Re: Alguém para me guiar nesta busca?

Postby Canfora » Tue Oct 09, 2018 5:03 pm

Viva Nelson,
Provável que eu não seja o único a me sentir assim nesse caminho :)
Não não és :)
Também percebo como a mente sequer consegue imaginar uma experiência sem um eu a tendo.
Porque é que tentas perceber isto? O que é que achas que mudava se percebesses?

Abraço,
S

User avatar
Viajante
Posts: 52
Joined: Sun Oct 23, 2016 1:30 pm

Re: Alguém para me guiar nesta busca?

Postby Viajante » Wed Nov 07, 2018 1:50 am

Olá Sandra,
Porque é que tentas perceber isto? O que é que achas que mudava se percebesses?
Não sei, talvez estivesse apenas tentando abrir um pouco a mente, na esperança de perceber mais claramente como as coisas são, e daí quem sabe me liberar de uma vez. O fato é que eu realmente não sei o que fazer.

No momento só há uma vontade muito grande de me livrar de uma vez por todas desse eu, seus medos, suas obsessões, seu "mundinho", mas não sei qual o próximo passo que preciso dar. Provavelmente essa também não seja a melhor das motivações. Mas acho que no fundo é o que tem me impulsionado na maior parte dessa jornada.

Agradeço pela atenção que tens me dado, Sandra.
Cordialmente,
Viajante

User avatar
Canfora
Posts: 3759
Joined: Wed May 22, 2013 2:58 pm

Re: Alguém para me guiar nesta busca?

Postby Canfora » Thu Nov 08, 2018 12:51 pm

Viva Nelson,

Parto do principio de que só é possível livrares-te de algo que existe. Assim sendo, o que é exatamente este eu de que gostarias de te livrar? E onde está?

Abraço,
S

User avatar
Viajante
Posts: 52
Joined: Sun Oct 23, 2016 1:30 pm

Re: Alguém para me guiar nesta busca?

Postby Viajante » Wed Dec 05, 2018 1:42 am

Olá Sandra,

Não sei se isso é relevante para a nossa conversa, mas você lembra que quando voltamos a conversar eu comentei que havia cursado o Finders Course, do Dr. Jeffery Martin no começo do ano? Não sei se você conhece esse curso, mas na época de fato tive alguma espécie de transição permanente, onde o "seer" não fazia mais parte da experiência e a visão de alguma forma mudou com tudo parecendo mais colorido, vívido, as vezes até parecendo feito de consciência. Ainda assim eu me identificava com o corpo e com a minha história e por isso lhe procurei.

Digo isso porque algumas semanas atrás procurei novamente eles para falar de uma crescente desorientação que vinha percebendo. Comentei que meus valores, crenças e motivações estavam parecendo cada vez mais arbitrários, e que isso vinha impactando negativamente na minha motivação. Que as vezes parecia até não sentir emoções e que estava desenvolvendo uma visão um tanto nihilista da vida. Em resposta, eles concluíram que eu realmente já havia feito a transição e estava no que eles chamam de Location 4, em processo de integração.

Mas realmente não sei se isso ajuda na nossa conversa pois independentemente de estar ou não na L4 ainda me identifico com o corpo e com a minha história. Agora respondendo a sua pergunta:
Parto do principio de que só é possível livrares-te de algo que existe. Assim sendo, o que é exatamente este eu de que gostarias de te livrar? E onde está?
O corpo existe. E acredito que minha história, nos pensamentos, ainda que de maneira imprecisa, reflita o que aconteceu na minha vida. Acho que o que eu gostaria de me livrar é da identificação com ambos.

Nesse sentido, tenho percebido dois obstáculos principais. O primeiro é que na experiência eu consigo perceber o pensamento "eu" surgindo e como ele não passa de um pensamento, a imagem do meu corpo e uma narrativa. Mas apesar disso, concluo ainda assim ser o corpo, pois:

* Existe a experiência desse pensamento, e;
* Se quiser, o corpo pode falar "eu tive a experiência desse pensamento", demonstrando que o corpo teve acesso ao pensamento
* Portanto, eu sou o corpo, ou no mínimo a consciência desse corpo, pois tive acesso ao pensamento

O segundo obstáculo é um certo receio de estar me prejudicando. Como se eu fosse sim o corpo e estivesse fazendo algum truque para, não sei, desativar essa parte da experiência do "eu" no cérebro, e isso viesse a me prejudicar futuramente, pois no fim estaria me enganando.

Eu sei que muito disso não faz sentido para quem já leu tanto sobre o assunto, mas é assim que me sinto.

Desculpa pelo longo post, e obrigado pela atenção, Sandra.
Cordialmente,
Viajante

User avatar
Canfora
Posts: 3759
Joined: Wed May 22, 2013 2:58 pm

Re: Alguém para me guiar nesta busca?

Postby Canfora » Wed Dec 05, 2018 4:08 pm

Viva Viajante,

Obrigada pelo teu post e pela tua honestidade.
Estiveste um mês sem escrever. O que é que te trouxe de volta?
Mas apesar disso, concluo ainda assim ser o corpo, pois:

* Existe a experiência desse pensamento, e;
* Se quiser, o corpo pode falar "eu tive a experiência desse pensamento", demonstrando que o corpo teve acesso ao pensamento
* Portanto, eu sou o corpo, ou no mínimo a consciência desse corpo, pois tive acesso ao pensamento
Não percebo a tua lógica. És o corpo porque existem pensamentos e porque o corpo fala pensamentos? Em que medida é que isso prova que um eu real existe?

Bjs

User avatar
Viajante
Posts: 52
Joined: Sun Oct 23, 2016 1:30 pm

Re: Alguém para me guiar nesta busca?

Postby Viajante » Tue Dec 11, 2018 1:42 am

Olá Sandra,
Estiveste um mês sem escrever. O que é que te trouxe de volta?
O que me trouxe de volta foi essa vontade de ver de uma vez por todas se esse eu realmente não existe. Me libertar disso.

Desculpe por as vezes demorar em responder, as vezes é porque me afasto dessa busca, e as vezes é porque levo algum tempo para formar uma resposta que realmente traduza o que eu sinto.

Mas se julgares que vale a pena, posso responder com mais frequência.
Não percebo a tua lógica. És o corpo porque existem pensamentos e porque o corpo fala pensamentos? Em que medida é que isso prova que um eu real existe?
É, não faz sentido. Ler isso foi como desatar um nó.

Uma coisa que percebo é que por mais que eu esteja procurando por esse eu, eu não sei nem bem o que é que estou procurando. Esse que está por trás dos pensamentos? Que possui essa e aquela característica?

Por não encontrar nada que satisfaça isso na experiência, acabo sempre parando no corpo.

O corpo sou eu, por mais arbitrário que as vezes isso pareça.

Obrigado.
Cordialmente,
Viajante

User avatar
Canfora
Posts: 3759
Joined: Wed May 22, 2013 2:58 pm

Re: Alguém para me guiar nesta busca?

Postby Canfora » Tue Dec 11, 2018 4:45 pm

Obrigada pela tua resposta. O corpo sou eu. Isso quer dizer que quando olhas para os teus pés te estás a ver a ti? O que é que podes ver no corpo que é um eu?

User avatar
Viajante
Posts: 52
Joined: Sun Oct 23, 2016 1:30 pm

Re: Alguém para me guiar nesta busca?

Postby Viajante » Tue Dec 11, 2018 8:41 pm

Obrigado, Sandra.
O corpo sou eu. Isso quer dizer que quando olhas para os teus pés te estás a ver a ti? O que é que podes ver no corpo que é um eu?
Quando olho para os pés estou a ver uma parte de mim, e eu vivo enquanto partes suficientes de mim estiverem funcionando.
O que é que podes ver no corpo que é um eu?
O corpo.
Cordialmente,
Viajante

User avatar
Canfora
Posts: 3759
Joined: Wed May 22, 2013 2:58 pm

Re: Alguém para me guiar nesta busca?

Postby Canfora » Wed Dec 12, 2018 4:22 pm

Mas porque é que dizes que o corpo é um eu? O que é que existe no corpo que seja um eu?

User avatar
Viajante
Posts: 52
Joined: Sun Oct 23, 2016 1:30 pm

Re: Alguém para me guiar nesta busca?

Postby Viajante » Wed Dec 12, 2018 5:14 pm

O que é que existe no corpo que seja um eu?
Mas o que é que chamas de um eu?

Acredite, provavelmente conheço todas as respostas "certas" para essas perguntas. Só estou deixando elas de lado por um tempo.

Obrigado, Sandra.
Cordialmente,
Viajante

User avatar
Canfora
Posts: 3759
Joined: Wed May 22, 2013 2:58 pm

Re: Alguém para me guiar nesta busca?

Postby Canfora » Thu Dec 13, 2018 4:26 pm

Não percebo se respondeste ou não e fico com a ideia de que estás a despedir-te?

User avatar
Viajante
Posts: 52
Joined: Sun Oct 23, 2016 1:30 pm

Re: Alguém para me guiar nesta busca?

Postby Viajante » Thu Dec 13, 2018 4:35 pm

Olá Sandra,

Não, não, talvez eu tenha me comunicado mal. É uma dúvida mesmo que tenho:
O que é que existe no corpo que seja um eu?
Quando você se refere a esse eu que devo procurar, ao que exatamente se referes?

Pergunto isso pois nunca sei exatamente o que estou procurando quando em busca desse eu. O controlador? O que está tendo a experiência? Algo separado do todo?

Seria então procurar no corpo algo que o esteja controlando? A impressão que sempre tenho é que o corpo controla o corpo e eu sou o corpo.

Obrigado!
Cordialmente,
Viajante

User avatar
Canfora
Posts: 3759
Joined: Wed May 22, 2013 2:58 pm

Re: Alguém para me guiar nesta busca?

Postby Canfora » Thu Dec 13, 2018 4:44 pm

Olá novamente,
Quando você se refere a esse eu que devo procurar, ao que exatamente se referes?
Se acreditas que és um eu separado, deve existir algo de concreto que pensas que este eu é. Ou deves ter várias ideias sobre o que é o "eu" de que falas. É a isso que me refiro.

O eu que deves ver se é real é aquilo que no momento acreditares que é um eu. Tens andado à procura do quê?
A impressão que sempre tenho é que o corpo controla o corpo e eu sou o corpo.
E o que é que te leva a pensar que essa impressão está correta? Existe alguma coisa no corpo que seja um eu?

Bjs

User avatar
Viajante
Posts: 52
Joined: Sun Oct 23, 2016 1:30 pm

Re: Alguém para me guiar nesta busca?

Postby Viajante » Thu Dec 27, 2018 6:33 am

Olá Sandra,

Obrigado pelas orientações e paciência :)
O eu que deves ver se é real é aquilo que no momento acreditares que é um eu. Tens andado à procura do quê?
É esse eu separado mesmo que tenho procurado. Achei melhor confirmar para ver se não estava esquecendo alguma orientação.
E o que é que te leva a pensar que essa impressão está correta? Existe alguma coisa no corpo que seja um eu?
Percebo que são histórias e uma certa resistência, ainda que sutil, em acreditar que o eu não existe, eu acho. De fato não há nada na experiência que realmente comprove que o corpo controla o corpo e que eu seja ele.

No fim fica essa sensação de ser esse que de alguma forma está, no mínimo, percebendo a experiência e pensando. Existe alguma identificação com os pensamentos ainda.

Mas ainda há pouco percebi um dos truques que a mente estava pregando. Na verdade esse eu é uma projeção, fruto de puro condicionamento. Da mesma forma que as vezes, quando vemos determinado objeto, a mente projeta ideias sobre ele, algumas sensações fazem a mente projetar a ideia de um eu. Uma sensação na boca do estômago, por exemplo, faz a mente projetar a ideia de um eu angustiado. Mas na experiência há apenas a sensação, não é possível encontrar esse eu angustiado. Provavelmente em alguma momento no passado, assim como a mente aprendeu a associar alguns pensamentos àquele objeto, ela aprendeu a associar a ideia do eu angustiado àquela sensação, e então projeta essa ideia cegamente na experiência.

Engraçado como a ordem na verdade é o contrário. Não é o eu angustiado que cria a sensação, mas a sensação que cria o eu angustiado :)

Vou investigar melhor isso.
Cordialmente,
Viajante


Return to “Português”

Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 1 guest