Alguém para me guiar nesta busca?

User avatar
Canfora
Posts: 3808
Joined: Wed May 22, 2013 2:58 pm

Re: Alguém para me guiar nesta busca?

Postby Canfora » Tue Jul 03, 2018 11:36 am

Olá Viajante!

É confuso porque estás a pensar no assunto e a tentar entender o que se passa.

Repara no que te rodeia.

Dirias que estás a ver algo que é confuso? Ou são os pensamentos que parecem criar confusão?

Imagina que estás a planear uma viagem há muito tempo, para ires a um lugar onde nunca foste. Lês livros sobre esse lugar, vês vários vídeos, falas com pessoas que já lá estiveram. Pensas e planeias cuidadosamente a tua viagem e estadia.

Dirias que desta forma ficas a conhecer esse lugar?

Qual é a diferença entre conhecer algo intelectualmente ou através da experiência?

Podemos dizer que intelectualmente sabes tudo sobre ti, sobre o eu. Mas o que é que te diz a tua experiência sobre este eu?

Por exemplo,
Eu seria o corpo que constrói essa experiência
é uma ideia. Existe uma correspondência entre esta ideia e a realidade? Como é que sabes se uma ideia é sobre algo é real ou não?

Olha para um objeto e depois pensa no Pai Natal.

Qual é real? O objeto ou o Pai Natal?

Como é que chagaste a uma resposta? O que é que te leva a dizer que um é real e o outro não?

Abraço,
S

User avatar
Viajante
Posts: 52
Joined: Sun Oct 23, 2016 1:30 pm

Re: Alguém para me guiar nesta busca?

Postby Viajante » Wed Jul 04, 2018 12:56 am

Olá Sandra, obrigado pelas perguntas!
Dirias que estás a ver algo que é confuso? Ou são os pensamentos que parecem criar confusão?
Os pensamentos.
Imagina que estás a planear uma viagem há muito tempo, para ires a um lugar onde nunca foste. Lês livros sobre esse lugar, vês vários vídeos, falas com pessoas que já lá estiveram. Pensas e planeias cuidadosamente a tua viagem e estadia.

Dirias que desta forma ficas a conhecer esse lugar?
Não, apenas tenho uma ideia do lugar.
Qual é a diferença entre conhecer algo intelectualmente ou através da experiência?
Conhecer algo intelectualmente é apenas vivenciar uma ideia desse algo, um ponteiro, nunca o algo em si. Conhecer algo através da experiência, dos sentidos, é conhecer o algo em si.
Podemos dizer que intelectualmente sabes tudo sobre ti, sobre o eu. Mas o que é que te diz a tua experiência sobre este eu?
Na experiência é mais difícil separar o que sou eu do que não sou eu. Ver estar a acontecer, ouvir está a acontecer, pensar está a acontecer...
Por exemplo,
Eu seria o corpo que constrói essa experiência
é uma ideia. Existe uma correspondência entre esta ideia e a realidade? Como é que sabes se uma ideia é sobre algo é real ou não?
Não, é apenas uma ideia vinda de livros, que se assume verdadeira. Para verificar se uma ideia é sobre algo real ou não, é preciso verificar se ela corresponde a algo que existe/ocorre na realidade.

Olha para um objeto e depois pensa no Pai Natal.
Qual é real? O objeto ou o Pai Natal?

Como é que chagaste a uma resposta? O que é que te leva a dizer que um é real e o outro não?
O objeto, pois o encontro na realidade. O Pai Natal é apenas uma ideia que aponta para algo que não pode ser encontrado... como o eu :)

Preciso meditar um pouco sobre isso.
Cordialmente,
Viajante

User avatar
Canfora
Posts: 3808
Joined: Wed May 22, 2013 2:58 pm

Re: Alguém para me guiar nesta busca?

Postby Canfora » Wed Jul 04, 2018 10:53 am

Força! Vai olhando para o que te rodeia e vê se encontras um eu. Usa os olhos em vez dos pensamentos :)

User avatar
Viajante
Posts: 52
Joined: Sun Oct 23, 2016 1:30 pm

Re: Alguém para me guiar nesta busca?

Postby Viajante » Sun Jul 08, 2018 1:53 am

Olá Sandra, obrigado pelo encorajamento!

Tenho percebido que quando medito sobre o que temos conversado, as vezes percebo alguns detalhes da experiência com mais clareza e nessas horas o coração dispara, como se o corpo estivesse com medo de algo.

Existe algo que eu possa ou deva fazer em relação a isso? Já pedi para o corpo revelar o que está por trás disso, mas o medo passa tão repentinamente quanto surgiu, e então eu volto à meditação que estava a fazer.
Cordialmente,
Viajante

User avatar
Canfora
Posts: 3808
Joined: Wed May 22, 2013 2:58 pm

Re: Alguém para me guiar nesta busca?

Postby Canfora » Sun Jul 08, 2018 1:40 pm

Viva Viajante,

Do que é que tens medo concretamente? O que é que parece ser a razão do medo?

Abraço,
S

User avatar
Viajante
Posts: 52
Joined: Sun Oct 23, 2016 1:30 pm

Re: Alguém para me guiar nesta busca?

Postby Viajante » Tue Jul 10, 2018 4:22 am

Olá Sandra,

Não é sempre que esse medo ocorre, mas quando ocorre parece ser um medo de ver a verdade, de descobrir que nunca tive controle algum sobre nada, que nunca fui o que penso ser. Existe também um medo da solidão - não havendo separação, com o que eu me relacionaria? Como eu passaria a ver a minha família?

Apesar do medo de ver a verdade, eu quero vê-la.
Cordialmente,
Viajante

User avatar
Canfora
Posts: 3808
Joined: Wed May 22, 2013 2:58 pm

Re: Alguém para me guiar nesta busca?

Postby Canfora » Tue Jul 10, 2018 3:30 pm

Viva Viajante,
Não é sempre que esse medo ocorre, mas quando ocorre parece ser um medo de ver a verdade, de descobrir que nunca tive controle algum sobre nada, que nunca fui o que penso ser.
O que é que pensas que é "ver a verdade"?
Ver a verdade não é simplesmente ver o que existe a acontecer, o que está presente, aqui e agora?

Achas que se vires a ilusão podes perder o controle? De algo em especial? O que é que receias que fique fora de controle?

"de descobrir (...) que nunca fui o que penso ser." -- podes deixar de ser o que és neste momento? Pensas que aquilo que é real vai deixar de existir porque vês uma ilusão?
Existe também um medo da solidão - não havendo separação, com o que eu me relacionaria? Como eu passaria a ver a minha família?
Se é verdade que não existe separação, então neste momento já não há separação. A forma como vês a tua família não precisa de mudar.

User avatar
Viajante
Posts: 52
Joined: Sun Oct 23, 2016 1:30 pm

Re: Alguém para me guiar nesta busca?

Postby Viajante » Wed Jul 18, 2018 4:39 am

Olá Sandra,
O que é que pensas que é "ver a verdade"?
Ver a verdade não é simplesmente ver o que existe a acontecer, o que está presente, aqui e agora?
Hoje tenho essa impressão de que estou separado do todo, decidindo meu próprio caminho. Ver a verdade seria perceber que não há esse decididor, mas que esse corpo segue seu próprio caminho, o caminho da vida. Algo que já estaria ocorrendo agora mesmo.
Achas que se vires a ilusão podes perder o controle? De algo em especial? O que é que receias que fique fora de controle?
Quando penso mais profundamente sobre o assunto, não sei se medo seria a palavra certa para o que tenho sentido, mas vem uma certa tristeza de imaginar que talvez não venha a fazer muito daquilo que eu gostaria de fazer no futuro, justamente por não haver esse controle que penso ter.
"de descobrir (...) que nunca fui o que penso ser." -- podes deixar de ser o que és neste momento? Pensas que aquilo que é real vai deixar de existir porque vês uma ilusão?
O que é real permanecerá existindo. Acho que existe algum receio também de que esse corpo ao perceber a ilusão tome algum caminho ruim. Mas pensando melhor, tomar esse caminho ruim ou não de qualquer forma já não estaria no "meu" controle.

Tenho tentado verificar a existência desse "decididor" de várias formas. Ainda que eu perceba como é frágil essa ideia, no fundo sempre existe a crença de que esse "decididor" não pode ser visto porque ele é quem está vendo.

Muito obrigado pelas orientações Sandra, de coração.
Cordialmente,
Viajante

User avatar
Canfora
Posts: 3808
Joined: Wed May 22, 2013 2:58 pm

Re: Alguém para me guiar nesta busca?

Postby Canfora » Fri Jul 20, 2018 2:39 pm

Viva Viajante, desculpa a demora na resposta mas estive de férias sem acesso à net.
Ver a verdade seria perceber que não há esse decididor
O que é que pensas que é este decisor?
Consegues dar-me um exemplo ou dois de situações em que tens a certeza de que ele existe?
Quando penso mais profundamente sobre o assunto, não sei se medo seria a palavra certa para o que tenho sentido, mas vem uma certa tristeza de imaginar que talvez não venha a fazer muito daquilo que eu gostaria de fazer no futuro, justamente por não haver esse controle que penso ter.
Uma coisa não tem a ver com a outra! Existir ou não um eu não altera as tuas possibilidades de fazer ou não algo que queiras fazer.

Achas que um eu tem que existir para conseguires o que queres na vida? Achas que as pessoas que tem muito sucesso são um eu separado? e que quem não tem não é??
Tenho tentado verificar a existência desse "decididor" de várias formas. Ainda que eu perceba como é frágil essa ideia, no fundo sempre existe a crença de que esse "decididor" não pode ser visto porque ele é quem está vendo.
Para ver não seria necessário ser visto? O corpo tem "instrumentos" que permitem ver.
O que é que te leva a pensar que há alguém a ver? O que é que este alguém seria exatamente? Ond é que estaria localizado?

Abraço,
S

User avatar
Viajante
Posts: 52
Joined: Sun Oct 23, 2016 1:30 pm

Re: Alguém para me guiar nesta busca?

Postby Viajante » Wed Jul 25, 2018 1:27 am

Olá Sandra, só tenho o que agradecer! Também precisei de um tempo para meditar sobre essas perguntas.
O que é que pensas que é este decisor?
Consegues dar-me um exemplo ou dois de situações em que tens a certeza de que ele existe?
Há apenas a ideia de que esse decisor existe. E a ideia de que ele existe não é prova suficiente de que ele exista.

Principalmente quando estou ouvindo algo com fone de ouvido, noto que não há um eu ouvindo o som, há apenas a experiência do som, como se existisse apenas esse espaço e ele fosse consciente de tudo aquilo que nele fosse projetado, como o som, a experiência como um todo, ou mesmo a ideia de um eu.

Perceber isso, contudo, ainda não parecer ser suficiente para desfazer a ilusão. Talvez eu tenha a expectativa de ter aquela mesma experiência de no-self que tive alguns anos atrás.
Uma coisa não tem a ver com a outra! Existir ou não um eu não altera as tuas possibilidades de fazer ou não algo que queiras fazer.

Achas que um eu tem que existir para conseguires o que queres na vida? Achas que as pessoas que tem muito sucesso são um eu separado? e que quem não tem não é??
Acho que meu medo era de virar um mero espectador da vida depois de perceber que esse decisor não existe. O que não faz sentido, pois esse raciocínio também assume um eu separado, o espectador.

Hoje noto que talvez esse eu sequer exista, literalmente. Quando percebo isso, geralmente percebo uma contração no corpo, mas por hora acho que consigo lidar bem com esse medo.

Abraços,
Cordialmente,
Viajante

User avatar
Canfora
Posts: 3808
Joined: Wed May 22, 2013 2:58 pm

Re: Alguém para me guiar nesta busca?

Postby Canfora » Wed Jul 25, 2018 11:20 am

Viva Viajante,

Obrigada pela tua resposta!
Perceber isso, contudo, ainda não parecer ser suficiente para desfazer a ilusão.

O que é que entendes por ilusão?

Consegues descrever a ilusão que referes?

O que é que achas que irá ser desfeito?

Abraço,
S

User avatar
Viajante
Posts: 52
Joined: Sun Oct 23, 2016 1:30 pm

Re: Alguém para me guiar nesta busca?

Postby Viajante » Wed Jul 25, 2018 6:15 pm

Olá Sandra,
O que é que entendes por ilusão?

Consegues descrever a ilusão que referes?
Entendo que a ilusão é a impressão de ser essa pessoa, separada do todo, que toma suas próprias decisões.
O que é que achas que irá ser desfeito?
Imaginava que seria desfeita essa separação, passando a ter a nítida impressão de ser o todo, ou o nada (nesse caso apenas observando a vida seguir seu caminho).

Ontem a noite antes de dormir tive um estalo - "eu" não posso ser alguma coisa, pois isso implica em duas coisas distintas, o "eu" e essa alguma coisa. Existe apenas o ser (verbo).

Apesar desse estalo, ainda não existe aquela certeza absoluta de que o "eu" é apenas uma ideia, a certeza que tive naquela experiência de no-self. Também percebo como a mente continua lutando para entender as coisas - "existe apenas o ser, mas ser o que? ser essa pessoa?!". Chega a ser engraçado :)

Não tenho a nítida impressão de ser o todo (ou o nada), mas acho que também não tinha a nítida impressão de ser esse corpo, era mais a ideia de ser esse corpo. A experiência em si aparentemente não mudou, mas existe uma tendência menor em verbaliza-la.

Muito obrigado por estar me ajudando, Sandra!

Abraços,
Cordialmente,
Viajante

User avatar
Canfora
Posts: 3808
Joined: Wed May 22, 2013 2:58 pm

Re: Alguém para me guiar nesta busca?

Postby Canfora » Thu Jul 26, 2018 10:35 am

Olá Viajante,
Entendo que a ilusão é a impressão de ser essa pessoa, separada do todo, que toma suas próprias decisões.

Esta impressão é uma ilusão? Ou é algo que verdadeiramente sentes?
Se sentes esta impressão onde é que ela parece estar? Como é que ela é?
Imaginava que seria desfeita essa separação, passando a ter a nítida impressão de ser o todo, ou o nada (nesse caso apenas observando a vida seguir seu caminho).
Neste momento tu não és um eu separado. Assim sendo, porque é que a tua experiência - que não é pessoal - iria mudar?

Uma criança até certa idade não tem a impressão de ser algo separado. Mas também não consegue viver a vida como alguém que tem a impressão de ser separado vive. Preferias ser como uma criança e não ter a noção de seres um eu? Achas que isso seria o melhor para ti? A mim dá-me a impressão de que por trás desta expectativa de ter a nítida impressão de ser o todo ou o nada existe um desejo de escapar à presente experiência. Dirias que é isso que se passa? Que preferias ter uma experiência diferente da que estás a ter?
Ontem a noite antes de dormir tive um estalo - "eu" não posso ser alguma coisa, pois isso implica em duas coisas distintas, o "eu" e essa alguma coisa. Existe apenas o ser (verbo).
Sim, mas estás a usar a lógica para te convenceres de que não és um eu separado. É mais simples veres se isto é verdade ou não.
Apesar desse estalo, ainda não existe aquela certeza absoluta de que o "eu" é apenas uma ideia, a certeza que tive naquela experiência de no-self. Também percebo como a mente continua lutando para entender as coisas - "existe apenas o ser, mas ser o que? ser essa pessoa?!". Chega a ser engraçado :)
Exatamente! Quando usas a lógica as dúvidas continuam! E sim, é engraçado :) A lógica é o que cria a ilusão. Também é o que te tenta convencer de que o eu é uma ilusão. Quando lhe dás ouvidos pode ser muito confuso.
Não tenho a nítida impressão de ser o todo (ou o nada), mas acho que também não tinha a nítida impressão de ser esse corpo, era mais a ideia de ser esse corpo.
Não sei se percebo o que queres dizer. Neste momento pensas que és o corpo?
A experiência em si aparentemente não mudou, mas existe uma tendência menor em verbaliza-la.
A experiência são as sensações, as percepçãos, os pensamentos? Se sim, é normal que pareça que não muda uma vez que as sensações, as percepçãos, os pensamentos estão sempre a acontecer e são familiares.
Muito obrigado por estar me ajudando, Sandra!
É um prazer. Tenho a impressão de que estás mais descontraido no que diz respeito a esta busca. Isso é bom. O impulso de saber, de procurar, pode ser muito cansativo.

Abraço,
S

User avatar
Viajante
Posts: 52
Joined: Sun Oct 23, 2016 1:30 pm

Re: Alguém para me guiar nesta busca?

Postby Viajante » Sun Jul 29, 2018 5:47 pm

Olá Sandra,
Esta impressão é uma ilusão? Ou é algo que verdadeiramente sentes?
Se sentes esta impressão onde é que ela parece estar? Como é que ela é?
Esta impressão é real, algo que verdadeiramente sinto. Ela é um pensamento em que acredito. Existe a ideia de que esse eu possui esse nome, esse corpo, etc, e eu acredito que essa ideia realmente reflete o que sou. Por outro lado, quando procuro por quem acredita nesse ideia, encontro apenas a ideia. É como se acreditar nessa ideia fizesse parte da própria ideia.
Neste momento tu não és um eu separado. Assim sendo, porque é que a tua experiência - que não é pessoal - iria mudar?
O que imagino é que apesar de neste momento eu não ser um eu separado, eu acredito nisso. A experiência mudaria pois, ainda que os pensamentos e sensações continuassem aparecendo como aparecem agora, provavelmente o conteúdo dos pensamentos seria diferente, não mais tratando a experiência do ponto de vista desse eu.
Uma criança até certa idade não tem a impressão de ser algo separado. Mas também não consegue viver a vida como alguém que tem a impressão de ser separado vive. Preferias ser como uma criança e não ter a noção de seres um eu? Achas que isso seria o melhor para ti? A mim dá-me a impressão de que por trás desta expectativa de ter a nítida impressão de ser o todo ou o nada existe um desejo de escapar à presente experiência. Dirias que é isso que se passa? Que preferias ter uma experiência diferente da que estás a ter?
Verdade, existe sim esse desejo de escapar à presente experiência. Como se eu visse nesse caminho uma forma de escapar da depressão, de medos, etc, e de poder viver melhor cada momento, sem tanta resistência.
Não sei se percebo o que queres dizer. Neste momento pensas que és o corpo?
Nesse momento penso que sou o que essa ideia de eu diz que sou, i.e. esse corpo, com esse nome, com essa história, etc.
É um prazer. Tenho a impressão de que estás mais descontraido no que diz respeito a esta busca. Isso é bom. O impulso de saber, de procurar, pode ser muito cansativo.
Que bom, Sandra. E sim, hoje consigo levar melhor essa busca, ainda que muitas vezes sinta uma enorme frustração, como se tudo apontasse para a verdade, mas ainda assim eu não conseguisse vê-la - o que, provavelmente, é o que está acontecendo :)

Abraços,
Cordialmente,
Viajante

User avatar
Canfora
Posts: 3808
Joined: Wed May 22, 2013 2:58 pm

Re: Alguém para me guiar nesta busca?

Postby Canfora » Mon Jul 30, 2018 11:11 am

Viva Viajante! Obrigada pelas tuas respostas!

Existem ideias que podemos verificar que são verdadeiras e ideias que podemos verificar que não são verdadeiras.
Concordas comigo?

Consegues dar-me 2 ou 3 exemplos de ideias que apontam para a verdade e 2 ou 3 exemplos de ideias que sabes que não são reais?

Como é que distingues umas das outras? Como é que sabes quais são reais e quais não são?

Abraço,
S


Return to “Português”

Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 1 guest