João

User avatar
jpaulo
Posts: 33
Joined: Fri Aug 19, 2016 2:40 pm

Re: João

Postby jpaulo » Fri Dec 23, 2016 8:20 pm

Olá grande Sandra!!!
Apenas felicidade quando recebo orientação tua. Nada mais. Seguramente, o "espaço" sem palavras, que colocas em luz, quando lês o meu post, é o mesmo no qual "mergulho" quando me colocas questões!!! Afigura-se também reciproca a ressonância de tudo o que me dizes. A tranquilidade interior que experimento impregna-me de tal forma que...disponho de alguma dificuldade em escrever-te de forma clara, consistente e articulada. Nem sei mesmo o que diga. Ergue-se a sensação de que eventualmente tenha chegado a um ponto tal, no percurso que fazemos juntos, que NÃO SEI bem se me escapa "qualquer coisa" no reconhecimento de que o João não existe.
No entanto, parece-me uma questão sem importância posto que, "aquilo que vejo agora" (unicamente este instante e tudo o que está justamente a ocorreu aqui e agora, enquanto te escrevo), "o modo como vejo o que ocorre" neste instante (apenas o que está aqui...no qual a ausência de separação entre "o suposto João" e aquilo que está diante de si se afigura uma ilusão) e o reconhecimento da inexistência "daquele que vê aquilo que ocorre agora" (não há João aqui...apenas vida que se expressa aqui e agora).
Estou maravilhado com tudo isto...fugiu-me a sensação esmagadora inicial diante do reconhecimento de que o eu não existe. Agora, a serenidade tomou o seu lugar. É, de facto como dizes Sandra, é uma "lua de mel"...Diante de tudo o que ocorre ao longo do dia, ainda se ergue o pensamento de que "está aqui dentro alguém", mas dilui-se tão rapidamente e com uma facilidade tão incrível...que gera espanto. E a paz torna a emergir.
Vou tentar responder à única questão que amorosamente teces:
"A vida é feita de bons e maus momentos. Dirias que esta nova perspectiva é suficientemente clara para sobreviver às tempestades? "
"NÃO SEI!!!" é a afirmação que se impõe com delicadeza. Mas se procurar pensar com total serenidade sobre a questão e tudo o que ela aponta...diria que esta nova perspectiva que se levantou parece ser capaz que irromper sempre como "o pano de fundo" que sustentará "o modo de ver" cada adversidade que ocorrer. "A quem ocorre aquilo que ocorre?" A ninguém. O que ocorre...simplesmente ocorre. Muito embora, sinta que despontarão sempre - e talvez progressivamente com menor frequência - pensamentos que apontem para a existência daquele que os pensa. Embora sejam apenas pensamentos...que não são expressão da existência do João...mas que ilusoriamente procuram "cria-lo".
Não sei o que sublinhe mais...
Nem sei se estou pronto para "algum passo" que necessite ser dado.
Simplesmente experimento - neste instante- a alegria de chegar até aqui, contigo Sandra!!!
Um santo Natal...no qual a gratidão por tudo que existe seja a única palavra.
Falamos brevemente.
Abraço, J

User avatar
Canfora
Posts: 3759
Joined: Wed May 22, 2013 2:58 pm

Re: João

Postby Canfora » Sun Dec 25, 2016 8:26 pm

Viva João!
Antes de mais, desejos de boas e felizes festas :)
Para a semana estou de férias e e possível que tenha menos disponibilidade para escrever aqui no fórum.

Fico muito feliz por saber que estás maravilhado com tudo isto. E uma vez mais me faltam as palavras. Que coisa. É bom saber que compreendes esta dificuldade em comunicar.

Penso que a minha pergunta sobre esta perspectiva e as tempestades está ligada à forma como eu vi a ilusão. Para mim foi muito rápido e foi mesmo um ver. Nunca tive dúvidas sobre o que tinha visto ou dificuldade em olhar e confirmar que aqui não existe um eu. O que é curioso é que, ao mesmo tempo, existe aqui uma profunda experiência de ser um eu e uma tendência para falar a partir da perspectiva desse eu. É um verdadeiro paradoxo! Eu sempre pensei que a minha certeza era absoluta e foi com alguma surpresa e percebi que para um grande número de pessoas não é assim tão simples e linear. Daí estar a tentar perceber se a perspectiva que tens atualmente pode transformar-se num "tinha isto, mas perdi, agora já não tenho". Nos grupos de apoio da LU é comum ler este tipo de comentários. Mas como diz o Bill, outro dos guias da LU, não é possível controlar o que vai acontecer, mas é possível verificar o que se passa agora. Assim, se não tens dúvidas de momento, sugiro que respondas às perguntas que fazemos a quem vê a ilusão e que - se tudo estiver claro - avances para os grupos de apoio. Se achares que isto é permaturo é só dizeres e continuamos a falar, ou podes fazer uma pausa se considerares que é boa ideia.

Se decidires responder às perguntas será que o podias fazer em inglês? O meu passo seguinte, no caso de não ter mais perguntas a colocar-te, será pedir aos outros guias para lerem esta conversa e as tuas respostas e a falar português só existem 3 ou 4 pessoas que não guiam atualmente. A maioria dos guias fala inglês.

As 3 primeiras perguntas são:

1) Is there a separate entity 'self', 'me' 'I', at all, anywhere, in any way, shape or form? Was there ever?

2) Explain in detail what the illusion of separate self is, when it starts and how it works from your own experience. Describe it fully as you see it now.

3) How does it feel to see this? What is the difference from before you started this dialogue?

Abraço,
S

User avatar
jpaulo
Posts: 33
Joined: Fri Aug 19, 2016 2:40 pm

Re: João

Postby jpaulo » Thu Dec 29, 2016 1:32 pm

Que maravilha receber noticias tuas, Sandra!!! Um Bom dia para ti!!!!!!!!
A reciprocidade mantém-se: Escapam-se as palavras. Nem sem mesmo o que penso sobre aquilo que, neste instante, posso sublinhar. É, de facto, profundamente paradoxal: Tal como tu, também vejo a inexistência do eu (ahaha: como se fosse possível "ver" algo que não existe) ou melhor, "não vemos o eu" e, por isso, reconhecemos que ele não existe, e paralelamente, transporta-se a sensação de ser um eu. Atendendo a este agora, ao instante em que ambos nos encontramos e à experiência directa, não se impõem quaisquer duvidas...embora se levante a duvida residual se, de facto, chegou o momento de avançar. Sinto que sim. Não sei se é prematuro, mas sinto que...eis chegado o instante. Com a serenidade que contenho, vou ler as questões. E falarei brevemente contigo, Sandra, quando estiver no PC em casa. Relativamente ao domínio do Inglês...leio correctamente...mas, talvez como a maioria, tenho menos facilidade na sua escrita. Mas, mesmo assim, será uma experiência fantástica!!!
Na paz do instante presente,
Abraço, J

User avatar
Canfora
Posts: 3759
Joined: Wed May 22, 2013 2:58 pm

Re: João

Postby Canfora » Mon Jan 02, 2017 10:53 am

Olá João!

Aqui estou novamente, depois de uma pausa.

Como é que vai a vida :) ?

Abraço,
S

User avatar
Canfora
Posts: 3759
Joined: Wed May 22, 2013 2:58 pm

Re: João

Postby Canfora » Mon Jan 02, 2017 4:03 pm

É provável que eu esteja a complicar o que é simples. Se te sentires mais à vontade a usar o português, responde em português.


Return to “Português”

Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 1 guest